A mulher e suas tarefas invisíveis

Fora das telas do cinema, mulheres invisíveis certamente não existem. Mas a cada consultoria ou Curso de Gestão e Administração Doméstica que ministro estou mais certa de que as mulheres, todos os dias, executam dezenas de tarefas invisíveis. E digo isto por dois motivos simples:

1) Mesmo as mulheres que já se dizem organizadas e me mostram seu planejamento diário e semanal, por exemplo, relatam que não dão conta de tudo. Estão sempre sentindo que falta realizar alguma atividade, mesmo estando com uma lista de tarefas finalizadas em mão.

2)  Dezenas de alunas que pararam de trabalhar fora e agora se dedicam ao lar relatam que agora, teoricamente com mais tempo livre, elas se sentem na verdade com menos tempo disponível. E, no final do dia, nem conseguem explicar o que ficaram fazendo o dia todo.

A raiz dos dois problemas é uma só: ao longo do dia, as mulheres realizam dezenas de tarefas que chamo de invisíveis. Sim, elas existem! E sabe quais são? Aquelas tarefas que nunca, jamais, paramos para pensar em quanto tempo gastamos para fazer, mas fazemos todos os dias. Quer alguns exemplos? Quanto tempo você leva para, todas as manhãs, arrumar as mochilas e lancheiras dos seus filhos? (inclua o tempo que você gasta limpando as lancheiras…). E para fazer e desfazer as malas do fim de semana na praia, você leva quanto tempo? E que tal o tempo gasto “apenas” para colocar as roupas na máquina de lavar?

Não sei quanto a vocês, mas eu sempre calculei o tempo que vou gasto no trânsito entre um cliente e outro, bem como os atrasos da minha médica, que não largo por nada mas sempre me deixa esperando uma hora inteira antes das consultas… Mas demorei bastante para começar a calcular o tempo que gastava com as pequenas tarefas do meu dia a dia…

E o pior é que, se deixarmos, estas tarefas ocupam todo o nosso dia e, à noite, acreditamos que passamos o dia sem fazer nada, justamente porque não mensuramos o tempo gasto com elas. Como são tarefas repetitivas, curtas e rotineiras, esquecemos que elas demandam tempo, assim como a ida à manicure ou ao banco. Mas o fato de serem invisíveis não as torna menos prejudicial ao nosso planejamento diário.

Quer organizar melhor o seu dia e não ter o tempo esmagado por estas tarefas? Então pegue uma folha de papel e, nos próximos 5 dias, calcule o tempo que gasta com cada uma das atividades invisíveis que você executa. Depois faça “pacotes de atividades” e inclua estes pacotes no seu planejamento diário. Junte tarefas similares como “arrumar mochilas e lancheiras”, veja quanto tempo gasta e “lance” este tempo na sua planilha. Assim você fará, toda semana, um planejamento mais realista e, no final do dia, terá a sensação de que deu conta de tudo (o que foi possível).

Instagram: ingridlisboa.homeorganizer